quarta-feira, abril 30, 2014

CRISE UCRANIANA: Ucrânia constrói campos de concentração para cidadãos pró-russos da Galícia


Por Cristiano Alves
Com informações do canal Rossiya




O MVD da Ucrânia, com recursos da União Europeia, iniciou a construção de um campo de concentração em Jdanovka, na Ucrânia.

O campo de concentração(kontslager) é construído sob a máscara de "campo para imigrantes ilegais":

7 comentários:

Eduardo Consolo dos Santos disse...

A ressureicao de Talergof e Terezin, pelo visto. E logo no centenário da Primeira Guerra Mundial.

Samantha Fernandes disse...

Meu que tosco vocês. Se a Ucrânia fosse fascista até "por compensação histórica" eles já teriam dado um chuto no rabo destes Russos. Até pq o território da Ucrânia foi invadido pelos russos tendo milhares de ucranianos deportados para os Gulag´s soviéticos. Eu sei que vocês não vão postar o meu comentário (vc´s não aceitam opiniões diferentes) mas vão se informar melhor sobre o assunto. vão ler as biografias e os documentos oficiais.

A Página Vermelha disse...

Tosco? Não é "tosqueira", é que aqui nós chamamos as coisas pelo seu nome. Já teriam dado um chute no rabo dos russos? Mas ela já vem fazendo isso, ela já criou uma lei proibindo a língua russa e outras como o grego, ela já incendiou o próprio povo vivo numa central sindical, fuzilou participantes do referendo de Lugansk, além de reprimir sua própria população que não aceita a tirania neonazista de Kiev, uma tirania que proibiu a comemoração do Dia da Vitória em 9 de maio e que por sinal declarou o dia da derrota dos nazistas um "Dia de Luto". A fita georgiana, símbolo da vitória sobre o nazismo, foi equiparada a "terrorismo".
Ah, então você acha que só ucranianos foram para o GULAG? Que argumento mais pueril, eu não sabia que Soljenytsin era ucraniano agora, por certo deve ser, já que para os fascistas ucranianos o primeiro homem se chamava Bohdan.
Claro que aceitamos opiniões diferentes, por mais toscos e pueris que elas possam ser, como as suas.

A Página Vermelha disse...

O território da Ucrânia jamais foi invadido pelos russos! Se você não sabe, esse nome "Ucrânia" quer dizer "O país", é um nome adotado desde o século XIX, mas que não tem significação alguma. Antes a Ucrânia era chamada de "Pequena Rússia"(Malorossiya), antes disso era chamada de "Rússia", por isso os documentos oficiais falam em "Kievskaya Rus"(Rússia de Kiev) e não em "Kievskaya Ukr", isso é uma verdade inexorável, está na Crônica de Nestor e em vários documentos de época.
A Rússia atual, com a capital em Moscou(e antes em Piter) foi formada por russos de Kiev e outras regiões que migraram para o Leste e provaram a capacidade da Moscóvia de se defender dos tártaros, dos suecos, dos turcos, franceses, alemães e de dezenas de outros povos invasores.
A "Ucrânia" como a conhecemos sempre teve grande parte de seu território ocupado por poloneses e austríacos. Foi graças a Moscou e aos cossacos do Zaporoje(que desejam se juntar à Rússia), aos cossacos de Hmelnitskiy, que a Ucrânia não se tornou um mero território polonês ou austríaco.
Esses "ucranianos" que hoje fazem toda essa barulheira contra Moscou descendem de súditos da Polônia e da Áustria. Esses netos de alemães e de poloneses, assim como os nazistas se diziam uma "raça superior", hoje se dizem uma "cultura superior" que objetiva suprimir as demais culturas.
Uma ucraniana pode ir para o centro de Moscou e usar uma camisa dizendo "Sou ucraniana" em frente ao Kremlin, agora experimente uma russa ou um russo fazer parecido em Lvov, ele será linchado, como muitos estão sendo, como um patriota ucraniano que foi decapitado na frente de sua família pelos seguidores de Bandera.

A Página Vermelha disse...

Já que você fala tanto em "documentos oficiais", que tal ir verificar os documentos oficiais do governo da Polônia, insuspeito de simpatia por Moscou, sobre os crimes praticados pelas Hordas de Stepan Bandera? Crimes como enfocamento de crianças com arame farpado, inserção de pregos no crânio de suas vítimas, esquartejamento de ucranianos que não se juntavam às forças de Bandera... E que tal consultar os arquivos bielorrussos? Lá você acha coisas ainda piores, como evidências de sua participação no massacre de Hatyn, quando bielorrussos foram queimados vivos dentro de uma igreja, como os ucranianos queimados em Odessa.
E você ainda tem alguma dúvida de que são fascistas? Isso até o governo alemão já reconhece!

A Página Vermelha disse...

Aliás o seu comentário sequer tem razão de existir. GULAG não é o mesmo que "campo de concentração". Um outro artigo desta página, que você aparentemente não lê, já desmistificou esse mito, citando inclusive depoimentos de testemunhas americanas e canadenses:

http://apaginavermelha.blogspot.com.br/2014/03/debate-comunista-catarinense-destroi-os.html

Não é preciso ser nenhum sábio para perceber isso, é preciso apenas SABER LER !

Luis Horz disse...

Para fazermos um bem resumido para que muitos possam entender podemos dizer que a Ucrânia é um depósito latente e seguro do ódio. Ali se praticou vários massacres contra a humanidade. Um povo muito inteligente mas provido de um ódio ancestral que faz temer os próprios Russos e europeus.