sexta-feira, março 28, 2014

EDITORIAL: Todo apoio a qualquer repressão contra promotores do tráfico

Por Cristiano Alves



Recentemente muitos ficaram indignados com a ação da Polícia Federal na Universidade Federal de Santa Catarina. Embora muitos neguem que a ação foi motivada pelo tráfico, entendemos que a alegação não condiz com a verdade, pois já foi testemunhado pelo autor desse texto e por vários outros comunistas convictos, dotados de plena credibilidade, que muitos jovens que se reúnem em universidades federais para "puxar um baseado".

Entendemos que a ação das forças policiais foi exagerada em alguns momentos, entretanto damos todo apoio a qualquer medidas tomadas contra consumidores e traficantes de narcóticos, uma vez que entendemos que esse vício se trata de uma manifestação de decadência da burguesia. Em países como Cuba, China e Coreia do Norte trata-se de um crime punível com a pena de morte! Nenhum regime capitalista matou tantos traficantes como as forças comunistas operárias da República Popular da China nos anos de Mao Tse Tung, o que representa um orgulho para qualquer comunista. Se os liberais e fascistas, que até criaram drogas como o Speed na época de Adolf Hitler, são tolerantes com as drogas em menor ou maior escala, nos países socialistas essa tolerância é zero!

Recentemente foi publicado um artigo em um outro blog que clama que "a invasão da UFSC não tem nada a ver com a maconha". O texto, cheio de falácias e apelos emocionais, basicamente se resume a dizer que "isso é coisa de partidário da ditadura". Por esse motivo o texto do blog "Crítica da Espécie"(acesse aqui), mereceu nossa atenção especial e sua devida refutação.

O texto é mal escrito e ressaltamos aqui alguns pontos mais relevantes:

"Sem se identificar, não estão efetuando uma prisão, estão realizando sequestro exatamente como os que são lembrados às vésperas do aniversário de 50 anos da ditadura milita"


A Página Vermelha - Segundo a Constituição brasileira, qualquer "pessoa do povo" pode prender alguém em caso de flagrante de delito. Testemunhas alegam que o detido foi encontrado com substâncias entorpecentes.

"E também vamos parar com o moralismo de tratar maconha como se fosse pior que drogas legais, tipo cigarro, que mata e ninguém se importa"

A Página Vermelha - Não é verdade, tanto se importa que o Brasil tem campanhas exemplares contra o tabagismo a ponto de impressionar turistas da Europa, famosa pelo intenso consumo de tabaco. Em muitos recintos inclusive é proibido o consumo de cigarros, charutos e cachimbos por lei municipal. O Brasil teve recentemente uma Lei Seca e tem penas pesadas para quem dirige alcoolizado, ainda que tenha tomado apenas 2 copos de cerveja. Se em muitos casos ela não é aplicada, cabe à população e seus representantes exigir maior aplicação. Além disso a maconha só não mata gente mais por que é coibida.

"Polícia que não se identifica está agindo como bandido, fora da lei"

A Página Vermelha - Errado, e já foi esclarecido o porquê. Não apenas a polícia pode dar voz de prisão, como qualquer cidadão. É necessário que no Brasil, a fim de ganhar apoio nas universidades, os comunistas constituem organizações que patrulhem o ambiente universitário para coibir o consumo de narcóticos. Na antiga União Soviética, a juventude comunista(Komsomol) patrulhava locais como praças e universidades em busca de pessoas que consumissem álcool ou drogas nesses locais. Em alguns casos eram patrulhas femininas e aqueles detidos cometendo infrações podiam ser julgados pela Corte dos Camaradas, uma espécie de tribunal de conciliação. Aqueles que desrespeitavam a autoridade da patrulha da Komsomol podiam ser processados, julgados e se condenados iam para Campos de Trabalhos Corretivos.

"Um dia são aprovados e passam a ser um juiz, um procurador, um delegado, investidos de autoridade de Estado sem que tenham experimentado a vida real"

Aqui o artigo parte de um argumento ad hominem, as opiniões e decisões do jovem delegado seriam "menos válidas" por que este é jovem e "não experimentou a vida real". O que seria "experimentar a vida real"? Seria experimentar maconha? Que inversão de valores! Aliás, voltando ao tema da idade, Gilmar Mendes é bem jovem para tomar decisões irresponsáveis, não?(Aos analfabetos funcionais, essa foi uma ironia!) Quando um juiz velho toma decisões absurdas, logo "é por que é velho demais e por isso conservador", se é jovem, então "é por que é muito novo e não conhece a vida". Brincadeira, não?

"A operação desastrosa tinha por objetivo pegar “perigosos” estudantes de Ciências Humanas que fumavam um baseado sem colocar em risco a vida de ninguém!"

Falso! Qualquer pessoa minimamente informada sabe que o tráfico de drogas, assim como o consumo legal dela também em alguns países, envolve um negócio criminoso que destrói milhares de famílias, envolve crianças, ações armadas para que no final pequeno-burgueses ignóbeis venham a "desfrutar em paz o seu baseado". O problema é que essa "paz" custa muito sangue para o proletariado.

"O delegado, que talvez se sentisse melhor trabalhando no DOI-CODI do regime golpista"

Infelizmente, graças a esse tipo de opinião e ao texto como um todo vemos comentários no estilo:

"Comunista… não tinha como pensar diferente!"

Mas não existe "comunista maconhista", existe comunista, e comunista que se preze não se mistura com viciados(exceto no intuito de curá-los)!

O melhor propagandista do anticomunismo é um "esquerdista viciado"!
Drogas e comunismo não se misturam como água e óleo!
Repressão aos traficantes e aos financiadores do tráfico!
Por uma patrulha universitária formada por marxistas-leninistas!

4 comentários:

Ewerton Alípio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ewerton Alípio disse...

Parabéns pelo editorial! Hodiernamente sou conservador de orientação anti-capitalista (muito embora tenha flertado com o liberalismo à época do meu afastamento do marxismo), mas quando militei no PCR repudiava firmemente essa esquerda liberal
(no que concerne aos costumes)e degenerada. O presente editorial é, por assim dizer, "belo e moral", ao passo que a posição da juventude do oportunista PCdoB é asquerosa: http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=238763&id_secao=8

Eduardo Consolo dos Santos disse...

Não vamos nos esquecer de que a China nos séculos XIX e XX teve um problema seríssimo com ópio, a ponto de ter grande parte de sua população viciada no narcótico. Problema esse que o Mao resolveu nos primeiros anos de seu governo destruindo tanto a demanda quanto a comercialização e a produção da droga. A impressão que eu tenho sobre a guerra contra as drogas que o sistema capitalista promove é que trata-se de uma guerra que foi feita para não ser vencida e ficar nesse impasse todo.

Paulo Longo disse...

Cristiano Alves, não sei se com os seus textos eu passei a ser comunista, mas pelo menos aprendi a ter respeito pelo (real) Comunismo. Creio que o que mais estraga a esquerda é a própria esquerda (festiva)e no momento em que esse grupo for completamento ignorado, será possível discutir com racionalidade a ideia de se implementar o comunismo no Brasil