sexta-feira, outubro 10, 2014

NOVORRÚSSIA: República Popular de Lugansk repristina lei que criminaliza a pederastia e institui a pena de morte para a pedofilia


Por Cristiano Alves
Com informações de Anti-Maydan


De acordo com o site Anti-Maydan, pró-Novorrússia, a República Popular de Lugansk aprovou a repristinação da lei contra a pederastia, instituído na era soviética. A punição é de 2 a 5 anos de prisão. Também fica instituída a pena de morte para casos de pedofilia.

Ainda não há confirmação oficial da notícia, tendo ela sido divulgada tanto em sites contra a Novorrússia quanto sites contra a Junta de Kiev. Casos de pederastia são comuns dentre os batalhões punitivos, grupos paramilitares que executam o serviço sujo da Junta de Kiev, além de estuprarem mulheres e promoverem fuzilamento em massa de civis.

A República Popular de Lugansk representa a vanguarda da esquerda mundial, ensinando à "nova esquerda" ocidental como se faz uma revolução, mostrando que em seu país a ideologia de Israel e dos Estados Unidos não tem vez.



Um comentário:

Mauricio Sosa Recuero disse...

Un canto a la esperanza es Lugansk.
Un abrazo camarada Cristiano.

ATE: Mauricio Sosa