segunda-feira, setembro 15, 2014

CRISE UCRANIANA: O poder jamais deverá apoiá-los, diz líder da Crimeia sobre o LGBT


Por Vladimir Tavares


Enquanto no Brasil os políticos disputam o voto do movimento LGBT, na Rússia, na Crimeia, o primeiro-ministro da República Autônoma da Crimeia, declarou publicamente que "o poder jamais deverá apoiá-los(o movimento LGBT)".  Ele assegurou que "na Crimeia essas pessoas não são bem vindas, não são necessárias", e garantiu que seus eventos públicos não serão realizados.


A Crimeia demonstra que nem todo o mundo está de joelhos ante o que alguns já chamam sarcasticamente de "mariconismo cultural".




Um comentário:

Jonatan Souza disse...

http://conscienciah.blogspot.com.br/2014/09/china-russia-para-construir-um-dos.html?m=1