sábado, março 12, 2011

Internet

Cresce a divulgação de idéias neonazistas pela internet
Por Cristiano Alves
Notícia em comunidade virtual, claramente adulterada, baseada em original da ABC News

A idéia de superioridade racial sempre foi uma constante no modelo capitalista contemporâneo. A fim de justificar a opressão dos negros na América, a redação original da Constituição dos Estados Unidos da América considerava os negros como apenas 2/5 humanos, depois promulgando a Lei Jim Crow, de teor nitidamente segregacionista, que proibia casamentos entre pessoas de etnias diferentes e negava direitos sociais aos mestiços. Setores mais reacionários da Igreja Católica, para justificar a escravização de índios nas Américas, defenderam a inexistência de alma em ameríndios e negros, o que foi seguido também por cientistas como Linneu.

O fato é que o racismo, isto é, a discriminação do indivíduo baseado na cor da pele ou etnia deste é uma construção que durante anos tem prejudicado a vida de muitas pessoas e negado direitos fundamentais a estas, produzindo regimes de terror manifestados principalmente em práticas escravistas e sistemas fascistas. Consiste num equívoco acreditar que somente pessoas de cores diferentes são vítimas desta prática. É um fato, por exemplo, que por volta do século XVIII e XIX teve lugar na Europa um verdadeiro surto de "polonofobia", isto é, o ódio contra poloneses. Muitos ideólogos de idéias racistas, principalmente na Alemanha, de maioria "branca", advogavam a idéia de que os poloneses eram uma "raça inferior", equiparada aos negros, Otto von Bismarck referira-se a eles como "animais", tal como lobos, que alguém deveria matar a tiros a vista.[1] Na França, país de maioria branca, durante a Idade Média, a classe dominante francesa apresentava-se como "de sangue normando" e a plebe como "de sangue gaulês", o que justificaria sua dominação. Os judeus europeus, geralmente de tez clara, sofreram pogroms em diversos lugares da Europa e os eslavos da ex-União Soviética perderam mais de 20 milhões de pessoas no maior holocausto da história[2], empreendido desde os primeiros dias da Operação Barbarrossa[3].

Seguindo os seus antepassados, as elites internacionais do capitalismo fomentam o ódio contra determinados grupos sociais, especialmente em países como Brasil, EUA e outros da América Latina, onde tem lugar o capitalismo mais selvagem possível. Michael Moore, cineasta, jornalista e pensador americano, denuncia o uso de programas policiais como instrumento discriminatório anti-negro nos EUA, situação facilmente verificada no Brasil.

A idéia básica do racista tem como premissa a chamada falácia do tipo "generalização apressada", também conhecida por "falsa indução", consistindo em atribuir regras específicas ao caso genérico. Assim, mostra-se um crime bárbaro cometido por uma pessoa de origem africana e usa-se um caso específico como argumento para "provar" que todos os negros são criminosos, argumento que pode ser facilmente desmantelado ao mostrar que existem pessoas de cor que são grandes intelectuais, operários, camponeses ou soldados sem nenhum histórico criminal. 

Aleksander Pushkin, maior escritor da Rússia, país de esmagadora maioria branca, era de origem afro-russa
Há que se fazer aos racistas algumas interrogações, quem foi o maior assassino de brancos que a humanidade já teve? Ora, não foi ele um branco, o austríaco, Adolf Hitler? Que países promoveram as maiores guerras de destruição contra países países de maioria branca? Não foram países europeus de maioria branca tais como a Alemanha, Itália(Império Romano incluso) e França? Quem foram os maiores pilhadores e piratas da Idade Média? Não foram eles os vikings? Para muitos especialistas, ainda que todas as pessoas tivessem uma determinada cor, ainda haveria discriminação baseada num dado aspecto físico, uma vez que o racismo é na realidade uma construção social. Por que será que esses noticiários policiais não se preocupam em mostrar os milhões de brancos vítimas de Napoleão Bonaparte, os milhões de brancos vítimas de Hitler, as vítimas de Harry Truman, Clinton, Bush ou as milhares de vítimas do rei Leopoldo II no Congo?

É uma excrescência querer atribuir um determinado crime ou prática a uma determinada etnia, uma vez que delitos ocorrem por razões sociais, passionais, dentre outras, circunstâncias estas que podem estar presente em toda e qualquer etnia, seja ela branca, negra, asiática, hispânica, mediterrânea, nórdica, germânica, eslava, ariana, semita, ou seja lá qual for a divisão que se costuma criar entre seres humanos.

De fato, ante quaisquer estatísticas que os racistas queiram atribuir, nenhuma supera a das matanças de "brancos" pelos próprios "brancos", nenhuma justifica a violência e o ódio contra determinada etnia. Este ódio, que é fomentado por noticiários criminais na mídia burguesa e fomentado por todo um aparato ideológico, de forma aberta ou velada, atingindo facilmente a mente do néscio, do indivíduo desprovido de senso crítico. Embora esse tipo de "noticiário" não seja abertamente racista, eles, tais como certos filmes, transmitem uma mensagem subliminar que induz uma idéia falsa no indivíduo, especialmente aqueles que defendem a manutenção da estrutura social desigual do capitalismo, dos dominadores ou aqueles que aspiram chegar a tal posição, razão pela qual tais idéias encontram terreno fértil na burguesia, nos defensores do liberalismo econômico, que já possuem até o adubo em suas cabeças para a germinação da semente racista e irrigação.

Com a popularização das redes sociais, fica mais evidente o nível de preconceito que está impregnado nas mentes de muitos integrantes da burguesia e pequena-burguesia. Estes não são membros de nenhum partido comunista, onde tais indivíduos inexistem, mas elementos perigosos da sociedade e covardes, uma vez que usam-se com frequência de perfis falsos onde expressam o seu verdadeiro caráter. Através de comunidades orkutianas, revela-se personagens macabros como Mayara Peluso e outros que nem sempre se tornam tão famosos pelos seus crimes. Uma dessas comunidades se chama "BANDIDO BOM É BANDIDO MORTO", criada em Caps Lock, vinculada a uma sociedade que se auto-intitula "HDB", isto é, "Homens de Bem", embora seu conteúdo sugira exatamente o contrário, dada a sua cumplicidade com um crime manifestamente repudiado inclusive na Constituição da República Federativa do Brasil, equiparado inclusive ao terrorismo.

Tendo o predomínio de membros direitistas dentre seus participantes mais ativos, a comunidade é infestada de opiniões racistas, num de seus tópicos, que traz uma notícia claramente distorcida e manipulada a respeito do estupro de uma garota de 11 anos, a usuária identificada por "Angel", nas mesmas linhas de Mayara Peluso, destila o seu neonazismo: "Minha nossa! Ae vc chama uma raça maldita dessa de macacos ainda vai responder processo! Bando de desgraçados deviam ser picados vivos!"(sic). Um outro membro de viés nitidamente racista apresenta "a raça negra e os pardos" como principais perpetuadores de crimes.

Clique na foto para ampliá-la
As sociedades socialistas como a da antiga União Soviética e da antiga Tchecoeslováquia conseguiram banir o racismo de seu território, empreendendo organizações da infância e da juventude como os Pioneiros e o Komsomol. Países como Cuba e Coréia do Norte também conseguiram destruir o racismo através da educação socialista e de leis implacáveis contra o crime de discriminação, tendo sido a Constituição da União Soviética a primeira a criminalizar a discriminação baseada na etnia ou nacionalidade do indivíduo.

Somente através da supressão da sociedade capitalista e de sua superação através de uma nova democracia é que poderá extirpar a peste racista da face da Terra e levar a humanidade para um novo e mais avançado estágio evolutivo.



[1] Ogónopolski Konkurs Internetowy Historia Strajku Dzieci Wrzesinskich, citado em artigo da Wikipedia em: http://en.wikipedia.org/wiki/Anti-Polish_sentiment
[2] ANDREEV, E.M., et al., Naselenie Sovetskogo Soiuza, 1922-1991. Moscou, Nauka, 1993
[3] Operação Barbarrossa: maior operação de cunho terrorista da história motivado pela ideologia anticomunista e racista eslavófoba em vigor na Alemanha sob o "Reich" de Adolf Hitler, tirano austríaco responsável pela maior guerra da história da humanidade, cujo número de vítimas oscila entre 50 e 60 milhões.

36 comentários:

Anônimo disse...

Denunciem ao Safernet:

http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=7463896&tid=5583126661188295921

http://www.safernet.org.br/site/

Anônimo disse...

Mais uma famosa falácia Non sequitur. Apresentam premissas verdadeiras mas chegam a uma conclusão completamente diferente do que as premissas indicam. Tomem vergonha, A Página Vermelha.

Anônimo disse...

28 negros estupraram uma menina de 11 anos.

Ela deveria ser uma racista

Anônimo disse...

Negros devem morrer, FATO.

Anti-racista disse...

Acho que amenina estuprada por 28 negros era racista

Legalize Estupro disse...

Criminalizar o estupro é racismo.

Não se pode criminalizar algo que é natural dos negros.

himmler disse...

MICHAEL VARTAN UM HOMEM DE BEM ACIMA DE TUDO TEM MEU APOIO KAMARADEN!

Silvio Koerich Stodiech disse...

Legalize o estupro já!

prestigiem meu blog:
http://silviokoerich.blogspot.com/

Anônimo disse...

Michael Vartan nunca foi racista e muito menos NEONAZISTA! AVANTI HOMENS DE BEM!

Anônimo disse...

OS HDBs sempre fizeram a diferença no mundo azul, parabéns grande LÍDER MICHAEL HDB!

Anônimo disse...

BANDIDO BOM É MORTO! Esta comunidade faz a diferença! PARABÉNS HOMENS DE BEM!

Anônimo disse...

Michael até aqui vc faz a diferença kamaraden!

Aninha Silva disse...

Completamente correto.

Negros devem morrer, só a sua existência contamina outras raças.

Aninha Silva disse...

Sinto nojo de negros. Coitada desta garota branca.

HEIL HITLER 14/88

Vinícius disse...

Bom antes de mais nada eu sinto asco em entrar em uma blog da escória comunista. O que muito me espanta é o blogueiro defender os estupradores e chamar aqueles que se chocam com tal crime de nazista!!!!Michel Vartan é uma pessoa IDONEA e de CARATER (é coisas que um petista nem deve saber o que significam...) Cria vergonha na cara maldito petista!!!! Por acaso ser negro agora é passe livre para ser estuprador????? Tal coisa só poderia sair da cabeça podre de um comunista....

Anônimo disse...

HDBs atacam a escória mais uma vez!

Anônimo disse...

Comunista é tudo FILHO DA PUTA!

Anônimo disse...

LENHA NELES ! VIVA OS DIREITISTAS!

Anônimo disse...

Dono deste blog quer fazer o nome em cima dos HDBs!

Anônimo disse...

Ah sim, o Michael é muito racista... Dá pra ver que ele é ariano puríssimo... Incrível como vocês adoram mentir na cara dura né filhos da mãe! Sou HDB, meus melhores amigos são negros/pardos... Eu também sou muito racista né, tenho até contatos com membros da KKK(caso não tenham entendido, isso é sarcasmo!)... Vou pagar com a mesma moeda, vou começar a apelar pra porcarias sem sentido em relação aos socialistas... Quero ver se vão gostar dessa atitude ridícula e burlesca...

Lucas Tavares disse...

VIVA OS DIREITISTAS
VIVA AO CAPITALISMO

MORTE AO ESQUERDISTAS E COMUNISTAS

Avanti!!!

Anônimo disse...

AVANTI HOMENS DE BEM! METENDO A ESCÓRIA NO LIXO!

Anônimo disse...

Parabén Michael Vartan, um líder inábalavel....

pedro disse...

Há racismo até hoje na Coréia do Norte.

Coreanos-nortistas abominam japoneses e estadunidenses de forma generalizada e preconceituosa.

Observar aquele crime,não é racismo.É a observação de um fato:Negros sempre cometeram e sempre cometem mais crimes nos EUA.

Talvez daí tenha surgido a necessidade de segregação.

Mas é claro nada justifica a violência gratuita de ordem racial.

E a Igreja Católica,no seu cerne doutrinário e dogmático,NUNCA ensinou que negros não tinham alma.

kiloalfa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cristiano Alves disse...

Essas pessoas que alegam que o texto defende estupradores são ignorantes e agem não de má-fé, mas de péssima-fé.

Em nenhum momento o texto faz apologia de estupradores, estes tem que ser punidos pela lei. O que o texto alega é que a comunidade e principalmente alguns de seus participantes é racista. Por que são racistas?

Ora, alguém escreve "28 negros estupram uma menina", por que ele escreveu "28 negros" e não "28 homens"? Você tem certeza absoluta de que todos os 28 eram negros?

O texto alega que "hispânicos e brancos não cometem este tipo de crime", e os vários casos de estupros cometidos por pessoas brancas nos EUA?

E ainda vem uma garota dizer que "é raça de macacos e bandidos", isso é racismo. Não é por que algumas pessoas de cor negra cometeram um crime que todos os negros são racistas. Naturalmente, o objetivo da comunidade e de seus participantes, exceto alguns, é defender a violência racista. Não por que são "estupradores", mas por que "são negros e todos os negros são estupradores e bandidos". Isso é a mesma coisa que o nazismo fazia na Alemanha.

E ainda são hipócritas o suficiente para vir aqui dizer que "estou defendendo estupradores".

A comunidade de vocês diz que "bandido bom é bandido morto", e uma vez que vocês não passam de bandidos equiparados a terroristas, já que infringiram a Lei 7.716/89, podemos matar vocês também? Afinal de contas, são bandidos? E o bom bandido não é o bandido morto? Não é isso que vocês dizem?

Cristiano Alves disse...

Pedro

Não existe racismo na Coréia do Norte. Eles detestam o governo japonês, e não o povo japonês, já que o governo japonês cometeu atrocidades na Coréia equiparadas às dos alemães aos eslavos na URSS. Só que o governo da Alemanha Ocidental e Oriental pediram desculpas à URSS, aos judeus e outros povos, além de pagar milhões em indenizações.

O Japão não fez o mesmo na Coréia. Sua comparação é mecânica e não faz sentido sequer.

Cristiano Alves disse...

@Vinícius

E quem disse que eu sou petista, moleque? PT nem comunista é! Tem que ser muito ignorante pra achar que um partido como o PT é comunista.

Você nem sabe do que está falando. Esta página tem até textos criticando o PT.

Cristiano Alves disse...

@Aninha Silva

Se você sente nojo de negros é por que talvez seja tão imunda e fedorenta que nenhum até hoje te quis.

Anônimo disse...

HDB ainda existem?
Nossa, que atraso mental.

Victor Hugo disse...

"Setores mais reacionários da Igreja Católica, para justificar a escravização de índios nas Américas, defenderam a inexistência de alma em ameríndios"

Tenho estudado e, se nao me engano, a Igreja considerava que os indios tinham sim alma, no entanto, como eram "primitivos", deveriam ser catequizados.
Tal privilegio nao era reservado aos negros, ja que esses, ai concordo com o post, oficialmente nao possuiam alma.

Anônimo disse...

No ano de 1550 foi promovido um debate na Espanha entre dois famosos clérigos católicos romanos, Sepúlveda(que defendia que os índios não tinham alma e poderiam ser livremente escravizados) e Las Casas(que defendiam que estes tinham alma e se contrapôs à política escravagista contra os índios).

Aos negros não foi concedido o mesmo privilégio, o que até é um absurdo, uma vez que o Cristianismo existe na África antes mesmo de se consolidar em Roma, na Etiópia e no Egito, onde inclusive há um Papa, o Patriarca de Alexandria Shenouda, nos dias atuais.

Esse documentário, da BBC, que será postado na página, refuta completamente a postagem do Pedro:

http://www.youtube.com/watch?v=B7CGxlnDsTI

Anônimo disse...

Michael Vartan é pura incoerência e contradiçaõ...

Anônimo disse...

HDB MDB BANDO DE PUNHETEIRO E SIRIRIQUEIRA
"CASAM" PELA NET KKKKKKK
FALTA DE VIDA SOCIAL É DOSE
QUAL É O PROBLEMA DELES PRA ARRUMAR MUIÉ EM OFF HEIN
UMAS DAS PUTINHAS UMA AÍ CONTOU QUE FAZIA SV COM UM FAMOSO HDB
A TRAÍRA SE DIZIA NAMORADA DELE NO PERFIL

Anônimo disse...

Pra sai contando as intimidades virtuais deve ser muito cachorra

Anônimo disse...

Michael: mentiroso, covarde, malandro, galinha, sacana, injusto, tarado, ladrão, hipócrita, sujo, falso moralista, convencido, põe o dedo na moleira dos outro e não olha pro próprio umbigo, interesseiro e oportunista.
O pior de tudo é ainda se achar o bom e viver de sonhos, mas vamos ser justos, ele precisa se firmar que é alguém.