segunda-feira, março 21, 2011

História

Racismo: uma história
Documentário da British Broadcast Company(BBC)

Você acha que o nazismo e a segregação em campos de concentração começaram com Hitler? Se sim, você está completamente enganado. A história do racismo é anterior a Hitler e os nazistas, séculos antes ela foi iniciada por colonizadores europeus e perpetuada até o século XX pelos Estados Unidos da América e a África do Sul, representantes genuínos do capitalismo.

Uma errata do documentário, entretanto, é a alegação de que a Constituição Haitiana foi a primeira a criminalizar o racismo. De fato, foi a primeira a proibir a escravidão, mas não o racismo em si, embora talvez leis possam ter sido criadas para impedir essa prática no ordenamento jurídico haitiano. A primeira Constituição a abolir o discriminação por motivo de etnia/nacionalidade foi a Constituição da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, em seu artigo 123.

O documentário demosntra algumas das razões pelas quais a África é um continente impregnado de guerras tribais, quase todas apoiadas por imperialistas da Europa e EUA, sejam estes governos ou instituições privadas que contrabandeiam armas ou treinam paramilitares, tais como a XE/Blackwaters. É ainda abordada a questão dos ameríndios da América do Norte, que mesmo com sua postura pacifista e mesmo amistosa com relação aos colonizadores dos EUA, foram praticamente extirpados do território que hoje compreende este mesmo país.

Muitos racistas contemporâneos costumam tentar minimizar o racismo, com argumentos estilo "não foi tão ruim assim", "não sofreram tanto assim", numa tentativa de revisar a história, tal como os defensores dos crimes do nazismo. Capitalismo e racismo são duas faces da mesma moeda, conforme demonstrado no documentário da BBC que se segue:


EPISÓDIO I

Resumo: Aborda o genocídio dos ameríndios, a posição da Igreja Católica Apostólica Romana, que considerava os índios como "seres sem almas e passíveis de escravização", até o debate dos clérigos Las Casas e Sepúlveda, jesuíta, assim como as teorias racistas anti-negro, que apresentavam-no como resultado de "miscigenação entre seres humanos e macacos" e justificaram alguns dos mais brutais genocídios da história.

Parte 1


Parte 2


Parte 3


Parte 4



EPISÓDIO II

Resumo: Discorre sobre os crimes de genocídio exercidos pelo capitalismo, especialmente Reino Unido, que acabou com nacionalidades inteiras na Tanzânia e matou 30 milhões na Índia, e pelo Império Alemão, que já em 1905, antes mesmo de Hitler, usou campos de concentração para exterminar povos inteiros na África. Demonstra ainda como esses genocídios foram riscados da história européia.

Parte 1


Parte 2


Parte 3


Parte 4



EPISÓDIO III

Resumo: Descreve o extermínio de pelo menos 10 milhões de pessoas pelo imperialismo belga, cujo Exército, sob ordens do Rei Leopoldo II, decepava as mãos dos congoleses escravizados que não aumentavam os lucros do monarca belga. Demonstra ainda os "Zoológicos Humanos" de Leopoldo II. Vale destacar um dos cartazes expostos por um racista num dos vídeos: "Miscigenação é comunismo!".

Parte 1


Parte 2


Parte 3


Parte 4

Um comentário:

makinary disse...

Assisti todo o documentário, muito bom.