sábado, novembro 23, 2013

BRASIL: FIFA rejeita casal negro e escolhe dupla loira para sorteio da Copa

Publicado no site Mundo Negro



Em setembro veio a público que a Fifa havia rejeitado o casal global Lázaro Ramos e Camila Pitanga para apresentar o sorteio da Copa do Mundo, que será realizado em Dezembro na Bahia. Os atores haviam sido uma indicação da Globo, e devido rixas , a entidade alegou que preferiria escolher alguém de fora da emissora.

Neste sábado, a coluna Radar Online da revista Veja revelou que a Fifa aprovou o casal Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert, que também trabalham na Globo, para comandar o evento. A rejeição de Ramos e Pitanga não foi uma questão política como alegado anteriormente. 

A dupla loira agradou mais a Fifa do que o casal que tem a cara do país que sediará da Copa em 2014.

5 comentários:

Daniel Valhalla disse...

Olá Cristiano, entendi o caso do racismo da fifa, mas na minha opinião a Camila Pitanga está muito longe de ser negra, pois já ouvi em uma notícia que em um teste de DNA, mais de 85% de seus genes eram de origem branca européia, é o que eu acho. Com relação ao Lázaro temos que investigar o motivo total da qual ele não foi aceito, a fifa tem uma longa ficha de racismo, então já sabemos o por que que ele não foi aceito.
Viva a URSS!!
Abraços.

A Página Vermelha disse...

@Daniel Valhalla

"já ouvi em uma notícia que em um teste de DNA, mais de 85% de seus genes eram de origem branca européia"

Em qualquer lugar do planeta, quem tem ascendentes próximos com sangue negro é considerado negro! Aliás, a própria Camila sempre se considerou como negra. O critério que predomina no Brasil é a autodeclaração.

Quando você tem a cor negra, não importa se seus genes são 85% ou 99% negros, isso não vai impedir que policiais te parem e te revistem por você "parecer suspeito".

A Página Vermelha disse...

Independente do tom.

Daniel Valhalla disse...

Mas ela tem pele parda '-' ela se considera negra só por interesse mesmo, já que ela e aliada do PT, ela só pensa nos nas centenas de reais que ganha por ano, na minha opinião ela uso o capitalismo para tudo e não defende nós trabalhadores explorados, se mais de 80% da polícia é formado por indivíduos pardos e não há racismo forte contra pardos pois eles não são negros como é o caso da sr . Pitanga, os negros verdadeiros e que sofrem racismo, o PT quer abafar isso incluindo pardos como negros. Por isso precisamos lutar por quem realmente sofre na sociedade ou seja o negro e não o pardo vom 80% de genes europeus e pele morena clara.
Atenciosamente.

A Página Vermelha disse...

@Daniel Valhalla

Você fala besteira! E já começo a imaginar que você é algum provocador de extrema direita, razão pela qual vou bloquear seus comentários!

Vou dizer a verdade aqui, tomando como base inclusive um especialista no assunto, o Prof. Dr. Kabengele Munanga.

NÃO EXISTE "RAÇA PARDA" OU "ETNIA MESTIÇA" OU "POVO PARDO", existe negro e branco! Esses por sua vez se dividem em hutus, tutsis, zulus... na África; e eslavos, germanos, etruscos... na Europa. Num país colonial como Brasil e EUA, essa divisão é feita em "negros e brancos". A ideia de "pardo" surgiu sob a ideologia do "branqueamento" e cabe a cada um ter coragem para assumir a sua negritude. Isso não tem nada a ver com "PT", isso é uma luta antiga! Eu tenho ascendentes brancos, inclusive germânicos, uma bisavó holandesa, mas assumo minha negritude há dezenas de anos. Como bem coloca Munanga e maioria dos pensadores africanistas, o que define o negro no Brasil é, além de sua antecedência, a sua autodeclaração! Ponto final!