sábado, setembro 14, 2013

MOVIMENTO: Como é a juventude nos países socialistas

Por Cristiano Alves


Qualquer indivíduo com mais de dois neurônios sabe que existe uma intensa campanha difamatória contra uma sociedade livre, democrática voltada para a satisfação dos interesses dos trabalhadores, isto é, contra uma sociedade socialista, para isso criando vários mitos e não raramente mesmo comparando jovens comunistas a "jovens nazistas". De fato, juventudes comunistas, nazistas e mesmo escoteiros de países capitalistas tem um elemento em comum que é sua disciplina, e isso advém da hierarquia militar, instituição anterior a todos esses sistemas político-ideológicos, e não é por que um leão e um rato tem quatro patas, que leão é um rato.

O grande magíster alemão, o Dr. Karl Heinrich Marx e seu camarada Friedrich Engels, também filósofo, enfatizaram em suas obras, especialmente em O manifesto comunista, a necessidade da "solidariedade entre os trabalhadores", isto é, um espírito de entreajuda, um sentimento de bondade para com os membros da sociedade, da comunidade, ao contrário do sistema capitalista, onde vigora o princípio do individualismo, do elitismo, mãe do racismo e do sexismo. Note-se ainda que Marx não falou em "solidariedade entre os trabalhadores alemães", ou "solidariedade entre os trabalhadores arianos", ele falou em solidariedade entre os trabalhadores, independente de origem nacional, cor da pele, credo, etc. Com a consolidação da Revolução Socialista em países como a URSS, Alemanha, Cuba e outros, apresentou-se como tarefa fundamental o desenvolvimento de um espírito de solidariedade entre a juventude, de modo a adaptá-las para o convívio harmônico na nova sociedade, criando assim um novo homem. Nos vários países socialistas e de democracia popular surgiram órgãos da juventude conhecidos como "pioneiros", similar aos escoteiros ocidentais, só que bem mais abrangentes e mais ricos ideologicamente, uma vez que tinha por um de seus objetivos a difusão das ideias marxistas-leninistas entre as crianças de 7 a 14 anos. Na organização, aprendiam noções de política internacional, a condenar a guerra imperialista, o racismo e outros males, abrangendo um grande número de crianças. Também aprendiam a cantar canções socialistas. Uma vez que amadureciam, ingressavam noutra organização voltada para a juventude comunista, que na maioria dos países compreendia jovens de 15 a 25 anos. Para citar algumas mais célebres, na URSS formou-se a Komsomol, na Alemanha Oriental o FDJ, na Hungria popular o KISZ e em Cuba a UJC. As atividades de uma juventude comunista envolvem além do estudo ideológico, acampamentos, música, festivais recreativos, turismo e intercâmbio cultural. Era comum, por exemplo, que jovens comunistas alemães do leste recebessem estudantes do continente africano, visto como a vanguarda da luta contra o imperialismo e o neocolonialismo, essa mesma juventude, ao contrário da juventude nazista, versada em nefastas ideologias de superioridade racial, declaravam em suas marchas e canções sua "amizade para com os soviéticos". A juventude comunista sempre foi uma "reserva" para o Partido Comunista nos vários países em que existiu, bem como uma força de transformação da sociedade. Atividades como o trabalho voluntário em finais de semana em fábricas e fazendas sempre foi encorajado por tais órgãos, ou ainda limpando ruas de cidades ou pintando faixas de pedestres, atividades ainda comuns em Cuba e Belarus.

- Komsomol(URSS)

A Komsomol(abreviação de Komunisticheskaya molodyoj, isto é, juventude comunista), também representado pela sigla VLKSM, seguia além da ideia comunista, a ideia de "viver corretamente". Na organização comunista era desencorajado o alcoolismo, o cigarro, palavrões e a religião, além de atividades apresentadas pelos bolcheviques como "hooliganismo". A alternativa proposta pela organização eram os esportes, o trabalho voluntário e clubes artísticos. A seus membros era garantido um emprego compulsório.

A Komsomol soviética chegou a ter jornais como o Komsomolskaya Pravda(A verdade da Komsomol), a fundar cidades como Komsomolsk na Amure e mesmo a fazer filmes por conta própria como o mais célebre filme artístico V nebo nochnye vedmy, sobre as aviadoras soviéticas que combateram os fascistas durante a IIGM, as "Bruxas da Noite".

Além de todas essas atividades, os jovens comunistas exerceram um grande papel durante a IIGM, muitos sendo condecorados com o título e a medalha de Herói da União Soviética. O mais célebre nome, certamente, foi o de Zoya Kosmodemyanskaya. Estudante secundarista e membro do Komsomol, ela foi voluntária para a luta de guerrilhas atrás das linhas inimigas, em território ocupado pelos fascistas, atividade que envolvia enormes riscos e exigia muita coragem, uma vez que envolvia uma nova modalidade tática que na época era novidade, o salto de paraquedas. Após êxitos em várias missões, Zoya foi capturada pelos fascistas, após ser delatada por um companheiro seu que fora torturado. Mesmo sob tortura, Zoya não traiu seus companheiros, razão pela qual foi enforcada pelos fascistas e teve seu corpo esquartejado a golpes de machadada, enquanto seus carrascos riam e bebiam. Uma vez identificado pela inteligência militar do Exército Vermelho, a unidade do exército alemão responsável pela barbárie foi atacada e Stalin emitira uma ordem aos seus soldados que não poupassem qualquer militar de tal unidade, inclusive os que se rendessem.

Algumas canções do Komsomol:

Lenin, Partido e Komsolmol(aqui os jovens comunistas usam uniformes do Komsomol e roupas típicas das nacionalidades que integravam a URSS)


E a batalha continua("Conosco está a juventude de todo o planeta, nosso destacamento de construtores")



- FDJ(Alemanha Oriental)

"Jovens adultos, levantem-se, a noite cruel acabou", assim se inicia uma famosa canção da Juventude Livre Alemã(em alemão, FDJ), a prova de que o sistema social socialista pode arrancar um país da obscuridade, do fascismo, e torná-lo um país livre, socialista. A juventude comunista alemã, antifascista, a exemplo da juventude comunista soviética, incorporou os ideais socialistas e o "modo de vida correto". Além de várias atividades esportivas e trabalho voluntário, os jovens comunistas alemães também desenvolviam concertos de rock, muitos patrocinados pelo poder público socialista alemão. A mais célebre integrante do FDJ foi sem dúvidas a atual chanceler alemã Angela Merkel.

Parada da FDJ em Berlim Oriental, em 1950, muitos deles desportistas


Vídeo que apresenta a juventude comunista alemã em 1950 como construtores de uma nova sociedade. Em seu congresso participam jovens da União Soviética e da Ásia.


Evento musical da juventude comunista alemã em 1987, em Leipzig, assistida pelo então presidente alemão Erick Honecker


Bau auf, a canção do construtor


Hino da Alemanha Oriental, com imagens da juventude comunista


- KISZ(Hungria)

A Liga da Juventude Comunista(KISZ) foi formada em 1957, dada a necessidade de um órgão para difusão das ideias comunistas no país, que no ano anterior foram colocadas em risco após uma tentativa de golpe organizada pelos partidários do Almirante Horthy, que nos anos da guerra foi um aliado fiel de Adolf Hitler. A exemplo das juventudes comunistas de outros países, o KISZ promovia o esporte e a cultura, tendo criando canções que até hoje são conhecidas por milhares de húngaros, muitas remasterizadas nos anos 90 em um disco bestseller chamado "Best of communism".

O KISZ forma uma unidade


A luta não pode parar


Cantemos a canção(Coletânea de canções revolucionárias)


Lenin dal(A canção de Lenin): "As correntes nos pés pesaram, mas com orgulho o povo as arrancou, viva o herói que por nós sua vida sacrificou, Lenin, viva o povo e Lenin!"



- UJC(Cuba)

A Juventude Comunista Cubana, a exemplo das demais juventudes comunistas, promove atividades de teor cultural e esportivo. Com mais de 50 anos, celebra sua existência com tribunas anti-imperialistas e concertos de música latina. Seu mais célebre membro é o jovem Elián González, que preferiu ir morar em Cuba a viver na ditadura imperialista americana, hoje também oficial do Exército Cubano.

Informe sobre os 50 anos da UJC



Reportagem da Telesur sobre o aniversário de 50 anos da UJC



Só o socialismo apresenta um novo caminho para a humanidade!

2 comentários:

Gabriel Martinez disse...

Faltou falar da Liga da Juventude Socialista Kim Il Sung, organização de jovens da República Popular Democrática da Coreia. Alguns vídeos:

http://www.youtube.com/watch?v=O1H1MqasjBc

http://www.youtube.com/watch?v=O1H1MqasjBc

Pedagogia do Futuro disse...

Realmente são tesouros que a mídia capitalista jamais exibirá em suas emissoras, porque eles só gostam daquilo que lhes dá lucro, nada mais. eles têm a mania de dizer que foi o primeiro ministro inglês Wilston Churchill que venceu a guerra contra o nazi fascismo, foi o que mostraram recentemente na televisão. Pois é, eles não suportam a verdade, isto é, que Hitler, Mussoline, e Hiroito foram derrotados pelo tripe: União Soviética, Stalin e Exército Vermelho. Se falar essa verdade a eles, todos eles ficarão com suas caras de tamanco e ódio, porque eles só pensam em uma coisa: o quanto vão ganhar de dinheiro hoje, amanhã, depois de amanhã e assim sucessivamente, pois eles não gostam do ser humano, e sim daquilo que o ser humano produz. Trocar Hitler por Churchell, não é nem mais nem menos que a troca de um cão fila do capitalismo, por um hot valley do capitalismo. Porque na verdade quem está sempre por traz deles é o poder econômico, tanto é verdade que Jorge Amado em Os Subterrâneos da Liberdade, mostrou que o banqueiro Costa Valle, maior representante do capital, estava por trás de Getúlio Vargas, do delegado Barros do DOPS. e daquele que se tornou ministro do governo Vargas (estado novo). Do mesmo modo aconteceu por trás de Hitler, Mussoline, Hiroito, Franco, Salazar, e etc., portanto cães de guarda do poder econômico. Por isso a mídia deste poder jamais passará essas maravilhas socialistas.